Polícia prende suspeito de matar estudante da Unesp com várias facadas

Polícia prende suspeito de matar estudante da Unesp com várias facadas

O suspeito de ter matado uma estudante da Unesp de Ilha Solteira (SP) com várias facadas foi preso na manhã desta quarta-feira (11), em Pereira Barreto (SP).

O crime foi na segunda-feira. Segundo a polícia, Maria Júlia Martins Quintino da Silva, de 17 anos, tinha acabado de sair da república onde morava e ia para a faculdade quando foi atacada pelo ex-namorado, Jean Gomes de Menezes Santana. A vítima cursava o primeiro ano do curso de zootecnia na Unesp.

De acordo com o delegado Miguel Rocha, um mandado de prisão temporária foi expedido contra o suspeito.

“Ele foi identificado por pessoas andando na cidade e elas acionaram a polícia. Ele será encaminhado para a delegacia de Ilha Solteira, onde vamos colher o depoimento dele sobre o caso”, afirma o delegado.

Jean estava foragido desde o dia do crime. Um primo, que segundo a polícia ajudou na fuga, chegou a ser preso, mas saiu após o pagamento de fiança de um salário mínimo.

Vigília

O corpo de Maria Júlia foi enterrado nesta terça-feira (10), no cemitério de General Salgado (SP), onde a família mora. Tanto na cidade, como no campus da Unesp, amigos e estudantes fizeram uma vigília e manifestação pedindo Justiça no caso.

Os estudantes acenderam velas na frente da delegacia e também colaram cartazes contra a violência nas paredes da delegacia.

G1